онлайн займы на карту срочно

Aprendizagem Personalizada e “Big Data”

Por Dra. Katharine B. Nielson –

Semana passada dei uma palestra na Convenção Anual TESOL em Chicago e falei sobre como oferecer acompanhamento personalizado em ambientes de sala de aula. À primeira vista as duas coisas parecem ser incompatíveis. Como você pode dar uma aula para uma turma em que cada aluno está realizando uma tarefa própria diferente?

A resposta, claro, é que você não pode. Mas é possível incorporar aprendizagem personalizada à sala de aula combinando o melhor de duas das minhas coisas favoritas: dados e tecnologia. A tecnologia pode ser utilizada para individualizar os estudos fora da sala de aula e os dados permitem adaptar as atividades do curso para as fortalezas e fraquezas de cada aluno. A chave é que você tenha estratégias tanto para a tecnologia quanto para os dados, mas nenhuma delas vai servir se você não conseguir definir um propósito para elas.

Além de um panorama geral de como desenvolver essa estratégia, apresentei quatro princípios que devem estar sempre presentes ao desenvolver um currículo integrado com atividades em classe e extraclasse.

  • Princípio 1:  Os alunos não fazem nada que o professor não vá ver
  • Princípio 2:  Os alunos deveriam fazer coisas diferentes fora da sala de aula
  • Princípio 3:  As atividades em classe devem ser orientadas a ações
  • Princípio 4:  Use os dados

Se você quiser saber mais sobre esses princípios e como aplicá-los a seu contexto, assista ao vídeo da palestra.